Aleluias ou Siriris? Começou a revoada de cupins!



O siriri (também chamado de sarará , "Bililuias" ou "aleluias") é uma casta de cupim, mas na forma alada (com asas). Basicamente, os cupins se dividem em três castas na organização da colônia: os obreiros, os soldados e os reprodutores. O siriri é o reprodutor que tentará se instalar em locais apropriados para iniciar uma nova colônia. Sendo siriris de cupins de madeira seca tentarão se instalar diretamente no interior da madeira. Se forem siriris de cupins de solo, procurarão o solo ou outro local que contenha madeira e uma fonte de umidade.

A revoada dos cupins está relacionada com fatores como calor e alta umidade do ar. Por isso, é comum haver revoadas durante a primavera e o verão. Elas ocorrem geralmente no final da tarde e à noite, quando os cupins alados são atraídos por fontes de luz artificial. Assim, é comum, em dias quentes e úmidos, que nossas casas se encham de aleluias, quando o sol se põe e deixamos as luzes acesas.

Os pares se formam durante a revoada. Assim que um macho e uma fêmea se encontram, eles perdem as asas e um passa a seguir o outro, tocando-o no abdômen com suas antenas e palpos. Após apresentarem esse comportamento, o casal inicia a busca de um local adequado a fim de formar uma nova colônia. Rachaduras em paredes ou pequenos orifícios presentes em peças de madeira são locais bastante propícios à formação de uma nova colônia. Quando o local ideal é encontrado, o casal real começa a escavação do ninho, produzindo uma primeira galeria e uma “câmara nupcial”. Ocorre, então, a cópula. O corpo do rei não sofre grandes alterações morfológicas, mas a rainha se transforma de maneira significativa, adquirindo um abdômen exageradamente grande, devido ao desenvolvimento de seu aparelho reprodutor. Esse fenômeno é denominado fisiogastria.

Fonte:

Wikipedia

www.cupim.net.br

Rua Maria Braga Lima Dias,120,

Alto dos Cajueiros - Macaé - RJ

CEP: 27915-220

© Todos os direitos Reservados. Desenvolvido por 3d Comunicação e Marketing