Conheça as baratas sinantrópicas e como é realizado o controle eficaz e seguro



Baratas Sinantrópicas são conhecidas popularmente como barata de esgoto, barata vermelha, barata americana, barata voadora. O adulto varia entre 40 e 50 mm de comprimento, excluindo as antenas. Foi a espécie urbana mais comum nas residências, hotéis, restaurantes. Saiba os males que elas causam e como combater



Veja primeiro como está o seu ambiente!


Se as condições estruturais apresentam frestas e fendas que propiciam o abrigo de baratas; se as condições de acesso facilitam a entrada destes insetos; se as condições de higiene são precárias e atraem está praga…e se outras condições ambientais estão condições adversas , mudanças com medidas preventivas e curativas deverão ser a primeira etapa relacionada ao controle.

Faz-se necessária uma inspeção técnica cuidadosa para um bom diagnóstico.




Os males desse tipo de barata:


Elas transmitem a bactéria Salmonella causadora da salmonelose, doença que nas pessoas apresenta sintomas muito semelhantes aos de uma intoxicação alimentar (febre, diarreia e vômitos). Além diso, as baratas acumulam bactérias rastejando na sujeira e se alimentando de comida estragada.




Como é feito o controle seguro e eficaz


É feito através de um controle químico que não agride o meio ambiente.


O serviço de desinsetização é realizado através de aplicações líquidas na rede sanitária (utilização de inseticida na formulação pó molhável) sendo tratados os ralos, pias, vasos sanitários, caixas de passagem de esgoto e rede pluvial (desde que as mesmas estejam acessíveis). O tratamento também compreende a aplicação líquida (pulverização) dos setores através de uma barreira perimetral, ou seja, aplicação do produto inseticida nas junções entre parede e piso e parede e forro e, no entorno das aberturas como janelas e portas. Utiliza-se também a aplicação de gel baraticida.


A determinação dos produtos e metodologias a serem utilizados será definida após contato com o cliente, avaliação da praga alvo ou até mesmo visitas técnicas no local, sempre considerando: a área de tratamento, efeito, odor, tipo e grau de infestação. Os produtos utilizados deverão ter registro no Ministério da Saúde ou autorização para utilização em ambientes urbanos e ter seu registro dentro da validade.


Fonte: pragas e eventos

0 comentário
logo ativa fundo branco.png